Como o paciente deve se preparar para uma anestesia segura

Realizar a Consulta Pré-anestésica é o primeiro passo. O anestesiologista faz parte de uma equipe que concentra as informações médicas a respeito do paciente. Portanto, durante esta consulta você poderá contar sua história ao anestesiologista: se você fuma, se toma bebidas alcoólicas, se possui problema alérgico, ou se teve alguma experiência desagradável com anestesias anteriores. Saiba que quanto mais informações você der, melhor serão as condições para planejar a anestesia. Isto lhe dará mais segurança e tranquilidade. Não deixe de perguntar quais são os exames de laboratório necessários, horário de internação e jejum.
Não deixe de pedir esclarecimento e orientação sobre o tipo de anestesia a que você será submetido.
Informe ao seu médico anestesiologista se você tem, ou já teve doenças como asma, diabetes, hipertensão, insuficiência cardíaca ou infarto do miocárdio.
Raros são os medicamentos que precisam temporariamente ser suspensos antes da cirurgia. Quem decide isso é o médico anestesiologista.
Se o paciente usa alguma droga ilegal como cocaína, crack, maconha, faz uso de estimulantes ou anabolizantes, ou ainda é portador de doença infecto-contagiosa, ele não deve deixar de falar com o anestesiologista sobre isso. Como médico, ele tem obrigação legal de guardar segredo profissional, não só sobre esse assunto, como sobre qualquer outro.
 
Quanto mais informação você der, melhor!
 
Com todas as informações a seu respeito, juntos, o anestesiologista e o cirurgião terão melhores condições de realizar seus trabalhos com sucesso.